O que Fazemos



A Cia Los Circo Los tem como objeto de pesquisa a linguagem circense, integrando-a com diferentes linguagens artísticas em seu processo de criação, buscando a união delas em cena, criando assim uma forma própria do fazer circense.
Entre as modalidades que fazem parte do repertório da companhia encontramos o malabarismo, as acrobacias individuais e coletivas, os equilíbrios e a linguagem do palhaço.

Espetáculos

Textos Relacionados

CIRCULANDO

A Magia do Circo

Versão Brasileira

OlimPIADAS

OlimPIADAS

Cenas

Textos Relacionados

Zuat

Os Funcionários

A Caixa Mágica

Acrobolas

Tommy Fu

Águas Dançantes

Contango

No Flashes, please!

A sustentável leveza do ser

Super ATP/Tênis PRO

Restaurante Komokomoloko

Strip Tizi

Macho Menos

Olha o bijú!

Gigantes no Ringue

L´Acqua Loka

Corporativos

Desenvolvemos interações artísticas para eventos corporativos como festa de confraternização, feiras, lançamentos de produtos, comemorações internas, seminários, atendemos toda a necessidade do cliente garantido diversão e satisfação!
Também oferecemos oficinas de atividades circenses que trabalham:
– Cooperação entre os participantes, além de experimentação de novas e diferentes sensações e ampliação da consciência corporal.
– Atitudes individuais e coletivas; o respeito a si e aos outros, e; a integração dos aspectos corporais, psicológicos e afetivos.
– A superação dos limites com consciência e segurança.

Oficinas

Atualmente os saberes seculares do circo podem ser vistos e vivenciados para além da lona circense e outros espaços consagrados historicamente, sendo encontrado e desenvolvido em escolas profissionalizantes, projetos sociais, centros culturais, no ensino formal e não formal. Essa “democratização do circo”, enquanto conhecimento que pode ser experienciado por diferentes sujeitos em diversos espaços ocorreu, de forma exponencial, nas duas últimas décadas.
Desta forma, para cada contexto desenvolvemos diferentes propostas metodológicas e pedagógicas, embasando nossa pesquisa nas propostas do CIRCUS (Grupo de Estudos e Pesquisa da Arte do Circo – UNICAMP/CNPq), possibilitando a vivência e a prática de diferentes modalidades do circo, oferecendo materiais e técnicas especificas dando pequenos fundamentos que despertem nos praticantes a vontade de aprofundar, cada vez mais, seus conhecimentos sobre o Circo.

Objetivos Gerais:
Experimentar o rico e amplo universo do Circo.
Permitir o acesso dos participantes aos aspectos históricos, sociais, culturais e corporais da cultura circense.
Ofertar atividades circenses que busquem desenvolver a superação dos limites, cooperação entre os participantes, a experimentação de novas e diferentes sensações, além da ampliação da consciência corporal.

Acrobacias individuais e coletivas:
– Visa o respeito, cooperação e confiança entre os praticantes, além da superação dos limites individuais e coletivos.
– Vivenciar alguns movimentos das acrobacias de solo, noções básicas de paradas de mãos, cama elástica, poses acrobáticas em duplas, trios, quartetos e pirâmides.

Acrobacias aéreas:
– Trabalha a confiança e a superação dos limites individuais.
– Vivenciar alguns movimentos básicos no tecido acrobático, trapézio, corda lisa e lira.

Manipulações de objetos:
– Possibilita o trabalho de coordenação motora e o convívio social.
– Através dos jogos de malabares, esta oficina visa o controle e a manipulação de pequenos objetos no ar, como lenço de tule, bolas, claves, diabolo, devil stick, swing, prato chinês e tecido de equilíbrio.

Equilíbrios:
– Visa à superação dos limites individuais e a cooperação entre os participantes.
– Mudança do estado de equilíbrio normal, utilizando-se materiais específicos do circo, como perna de pau, pé de lata, arame de equilíbrio e o rola-rola.

Encenação:
– Visa o aumento do repertório de expressão corporal, o autoconhecimento, a interação social e a confiança entre os participantes.
– Jogos rítmicos, musicais e cênicos, noções básicas das técnicas de palhaço, encenação de esquetes tradicionais de circo, além das criadas pelos próprios participantes.